Santa Catarina será sede da Academia Nacional da Polícia Rodoviária Federal

sc_tera_academia_da_prf_20140127_1295466813

Florianópolis vai receber a primeira Academia Nacional da Polícia Rodoviária Federal do país, uma unidade de ensino e treinamento de novos profissionais. O anúncio oficial foi feito na tarde desta segunda-feira, 27, em ato no gabinete do governador Raimundo Colombo, com a presença de autoridades da área de Segurança Publica do Estado e do governo federal e do prefeito de Florianópolis, Cesar Souza Júnior.

A Academia funcionará em um espaço alugado pelo Ministério da Justiça no Norte da Ilha de Santa Catarina, na SC-401, na localidade de Vargem Pequena, próximo ao Trevo dos Ingleses. As obras estão na reta final, com conclusão de toda a adaptação de estrutura prevista para ocorrer até março. A inauguração oficial deverá contar com a presença do Ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo.

Com as adaptações já realizadas, será possível iniciar o primeiro curso em fevereiro, quando cerca de 1,2 mil alunos de todo o país começarão o treinamento oficial na unidade – sendo que 93 deverão permanecer no Estado após o curso para reforçar o efetivo catarinense. Também participarão dessa primeira turma 16 haitianos, resultado de uma parceria entre os governos do Brasil e do Haiti.

“É uma conquista muito grande para Santa Catarina, todos os policiais rodoviários federais passarão a ter sua formação profissional e sua qualificação realizadas em Florianópolis. Teremos momentos com 1,2 mil profissionais sendo formados ao mesmo tempo e cerca de 500 pessoas envolvidas nessa formação, entre professores e técnicos, o que vai dar um dinamismo econômico muito forte para Florianópolis, em especial para a região do Norte da Ilha, que hoje ainda sofre com a sazonalidade do turismo de verão”, avaliou o governador Raimundo Colombo. Como a unidade não terá alojamento nem restaurantes, a expectativa é de que os profissionais e alunos da Academia gerem um impacto bastante positivo na economia da região.

O terreno escolhido tem 80 mil metros quadrados e a área construída tem cerca de 10 mil metros quadrados. O espaço conta com 34 salas, laboratório de informática, auditório, biblioteca, vestiários, academia, pistas de corrida e de caminhada, quadra coberta e estandes de tiro. Também está em construção um hangar e um heliponto. O coordenador de ensino da Academia, Bruno Schettini, explicou que a unidade terá uma equipe administrativa fixa de 50 pessoas e o número de instrutores varia de acordo com o curso. Para o primeiro treinamento, com duração de cerca de quatro meses, serão 400 instrutores.

“Com a Academia Nacional, a polícia ganha condições de melhor capacitar todo o seu efetivo, inclusive com ganhos de logística, uma vez que todo o treinamento será no mesmo local. Com isso, todos os profissionais passarão pelos mesmos treinamentos e pelos mesmos tipos de experiências”, destacou Bruno, lembrando que até então os cursos ocorriam em centros de treinamentos em São Paulo, no Rio de Janeiro e no Ceará. A unidade também coordenará todo o trabalho nacional de ensino à distância.

O coordenador-geral de Recursos Humanos do Ministério da Justiça, Adriano Marcos Furtado, que também participou da reunião, afirmou que o contrato de aluguel do espaço tem validade de cinco anos, mas pode ser renovado, e que a expectativa é de manter a Academia Nacional permanentemente em Florianópolis. Ele agradeceu ao apoio do governo do Estado nas negociações para implantar a unidade em SC e elogiou a integração entre os diferentes órgãos catarinenses de Segurança Pública.

Pin It
Você gostaria de comentar?