Rota Religiosa, encontro de agricultoras e lei contra trotes

NOTAS DA CÂMARA – Rota Religiosa, encontro de agricultoras e lei contra trotes

Veja alguns dos assuntos abordados na Câmara de Vereadores de Jaraguá do Sul na sessão ordinária desta terça-feira (23).

 

ROTA RELIGIOSA

Arlindo Rincos comentou a indicação 982/2017 que propõe a centralidade de bairros. O intuito inicial do vereador é desenvolver uma Rota Religiosa no bairro Nereu Ramos. Rincos citou a provável beatificação do padre Aloísio Boeing como um dos fatores para a celeridade da proposta. Segundo ele, isso acarretará num aumento do turismo religioso e a cidade precisa estar preparada.

 

BOLÃO DA 3° IDADE CAMPEÃO

Celestino Klinkoski exaltou a conquista da delegação jaraguaense de Bolão Masculino da Terceira Idade, campeã da 10° edição dos Jogos Abertos de Santa Catarina. A disputa ocorreu em Blumenau de 17 a 21 de maio. “Foram mais de 2 mil e 300 competidores com idade entre 60 e 92 anos, 172 municípios participaram. Parabéns a delegação de Jaraguá do Sul que nos representou nesse evento”, ressaltou.

 

ACIDENTES DE TRÂNSITO NO VILA NOVA

Klinkoski também pediu ao líder de governo, Marcelindo Gruner, para que o Executivo acelere as melhorias no trânsito do bairro Vila Nova. Segundo o parlamentar, mais um acidente foi registrado no bairro nesta semana. Klinkoski lembra que já fez diversas indicações pedindo colocação de tachões, pintura de faixas e sinalização em locais de grande incidência de acidentes.

 

ENCONTRO DE MULHERES AGRICULTORAS

Marcelindo Gruner comentou o Encontro de Mulheres Agricultoras ocorrido em Joinville nesta terça-feira (23). Mais de 800 mulheres participaram do evento, 60 de Jaraguá do Sul. “Estive lá nesse Encontro, que era da região norte do estado, e vi aquelas mulheres provando que elas são fortes na agricultura, mesmo cumprindo a jornada dupla em casa ainda”, advertiu.

 

LEI CONTRA TROTES

Eugênio Juraszek avisou que irá propor um projeto de lei contra os trotes feitos aos órgãos públicos, em especial os de segurança pública. Juraszek afirma que foi procurado pelo Corpo de Bombeiros que pediu uma providência nesse sentido. “Há muitos trotes sendo feitos ainda no nosso município. Imaginem quanto desperdício já tivemos com isso. Vou fazer um levantamento e propor uma lei para tentar acabar com isso”, assegurou.

 

VENDA DE TERRENOS

Arlindo Rincos comentou o Projeto de Lei 70/2017 que autoriza o Executivo a alienar áreas de terra pertencentes ao município. Segundo Rincos, há no projeto terrenos no bairro Ilha da Figueira que a população não quer que sejam vendidos, pois são importantes para o lazer da região. Segundo o vereador, em conversa com o Diretor de Decisões Administrativas, João Berti, ficou garantido que esses terrenos não serão alienados.

O líder de governo, Marcelindo Gruner, também se comprometeu a não comercializar esses terrenos. O presidente, Pedro Garcia, afirmou que além desse, há outros bairros que também já pediram para que não sejam vendidos terrenos e que isso está sendo considerado. Anderson Kassner avisou que, em conversa com a secretária de Cultura, Esporte e Lazer, Natália Petry, foi acordado que esses terrenos na Ilha da Figueira não seriam vendidos até que uma nova alternativa seja proposta. O projeto 70/2017 foi aprovado.

Tiago Rosário
Pin It