Resgate de bovinos cresce no inverno em Jaraguá do Sul

d351af3c-5452-43cf-9094-599bc9112735
Somente no último mês, o atendimento veterinário da Secretaria de Desenvolvimento Rural e Abastecimento da Prefeitura de Jaraguá do Sul atendeu quatro ocorrências que envolveram resgate de gado bovino. Situações essas nas quais o animal cai em valas e depressões localizadas em pastagens, principalmente nas encostas de morros.
Uma das últimas concorrências foi registrada na última quarta-feira (5) quando as médicas veterinárias da Secretária foram acionadas para resgatar um bezerro acidentado no bairro Três Rios do Norte. “O animal caiu em uma vala e de lá não conseguia sair. “O pior que o dono só deu falta do bezerro no começo do dia seguinte o que fez com que o animal passasse a noite naquele buraco”, descreveu uma das veterinárias da Prefeitura, Claudia Feldens.
Antes do resgate ela e sua colega, Valéria Lungov, precisaram medicar o bezerro que se encontrava fraco, desidratado e com a temperatura corporal baixa. Após o atendimento, o resgatado e se recupera bem na estrebaria de seu dono.
Claudia aponta que acidentes desse tipo são mais frequentes durante o inverno. “O principal motivo é que chove muito nessa época o que compromete a qualidade do pasto e deixa o solo mais escorregadio. Vacas e bois então acabam se arriscando na beira de barrancos e depressões na busca por pasto de melhor qualidade. É quando ocorre os acidentes.”
A veterinária explica que pelas características da pecuária do município é difícil deixar o gado confinado nessa época. “Boa parte dessas propriedades fica em morros o que complica essa questão de recolher os animais por mais tempo num determinado espaço”, observou. “Uma solução seria melhor alimentação através de ração ou até da troca da pastagem nesse período, algo que infelizmente não ocorre com frequência”.
A Secretaria de Desenvolvimento Rural, por meio do telefone 2106-8113 dispõe do serviço de agendamento para serviços veterinários aos produtores cadastrados. O atendimento é gratuito, mas a a medicação é paga pelo produtor. É recomendado que o solicitante entre em contato logo nas primeiras horas da manhã. Situações de emergência, como a descrita nessa reportagem, são priorizadas. De janeiro a junho, a Secretaria promoveu 719 atendimentos veterinários junto à comunidade rural jaraguaense.
Emerson Gonçalves de Almeida
Pin It