Prefeito e vice fazem primeira viagem oficial a Brasília

22-01-2014-10-14-59-dieter-reassume

O prefeito de Jaraguá do Sul, Antídio Lunelli, e o vice Udo Wagner, viajam para Brasília na madrugada desta quarta-feira (15). Será a primeira viagem oficial da atual gestão e tem como finalidade verificar a tramitação de projetos encaminhados pela administração anterior em Ministérios e órgãos do Governo Federal, e fazer novas solicitações.

Entre os compromissos, está uma visita à Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), para saber como está o processo de liberação da passagem de nível na Rua Benildo Zamin, no viaduto do bairro Centenário. A empresa de logística Rumo/ALL – detentora da concessão do transporte ferroviário – alega não ter autorização da ANTT para liberar a passagem sobre a linha férrea. “A intenção é saber o que

está acontecendo, já que nós esperamos ansiosos a liberação daquela passagem, para melhorar o trânsito naquela região”, explicou o prefeito Antídio Lunelli.

Junto ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, com o apoio do Deputado Federal Esperidião Amim, apresentam pedido de recursos para compra de máquinas e equipamentos.

Ainda com Mauro Mariani, Antídio e Udo terão audiência com o ministro do Turismo, Max Beltrão, para apresentar pedido de recursos destinados à pavimentação da terceira e última etapa do acesso à

Chiesetta Alpina e Morro das Antenas, pavimentação do trecho Serrinha / Santa Luzia e proposta de sinalização turística.

No Ministério das Cidades, no dia 16, às 11h, acompanhados do Senador Paulo Bauer (PSDB), prefeito e vice terão audiência com o ministro Bruno Araújo, para saber como está o projeto de revitalização

do Centro e Distrito de Inovação, localizado no bairro Rau. Segundo o vice-prefeito, Udo Wagner, o projeto técnico foi aprovado, sendo que não havia recursos para contemplá-lo. “Estamos protocolando

novamente este projeto, sendo que está orçado em R$ 85 milhões”, comentou o prefeito.

No mesmo Ministério, pretendem levantar informações sobre um projeto de pavimentação e qualificação de vias, protocolado ainda em 2013 e inserido no PAC 2, que foi suspenso. Originalmente, a proposta era

de R$ 47 milhões, mas a pedido do Ministério e da Caixa Econômica Federal, o valor foi reduzido para R$ 5 milhões. “Até hoje, não houve resposta, apesar de o município ter sido selecionado, e os projetos executivos aprovados junto ao Ministério e a Caixa”, disse o prefeito.

Também será apresentado o pedido de liberação de recursos de aproximadamente R$ 3,8 milhões para a pavimentação da segunda etapa da Via Verde, no bairro Ilha da Figueira, cuja primeira parte do

asfaltamento está sendo concluída nesta semana. O Senador Paulo Bauer é o parlamentar que tem defendido a proposta e buscado recursos para a obra.

Ainda com o ministro Araújo, será protocolado um projeto de implantação da Ciclovia do Trabalhador, orçado em R$ 12 milhões. Além disso, na Secretaria Nacional de Programas Urbanos – vinculada ao

Ministério das Cidades –, será apresentado projeto de obras de proteção de encostas e desassoreamento de rios, por meio do PAC 3 Prevenção, e verificar a liberação de recursos para a regularização fundiária.

Logo em seguida, às 12h, e com a participação do Deputado Federal Mauro Mariani, o prefeito Antídio Lunelli e o vice terão audiência com o ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho. Desassoreamento

de rios e ribeirões, construções de pontes, galerias e enrocamento no Ribeirão Grande do Norte, estão na pauta de solicitações. Também, vão buscar informações sobre o andamento do Plano de Prevenção de Cheias na Bacia do Rio Itapocu.

Outras informações serão encaminhadas durante o período de audiências em Brasília.

 

Rogerio Luiz Tallini

Pin It