Prefeito Antídio Lunelli faz avaliação dos 100 dias de governo

O prefeito de Jaraguá do Sul, Antídio Lunelli, fez uma avaliação dos primeiros 100 dias de governo, nesta terça-feira (11). Em resumo, o prefeito destacou que este período serviu para identificar a real situação financeira da Prefeitura e preparar as ações para evitar que o deficit aumente ao longo de 2017. Conforme projeção da Secretaria de Administração, se não forem tomadas medidas de economia, existe a possibilidade de a Prefeitura fechar o ano com uma dívida de R$ 63 milhões.

Lunelli lembrou que efetivamente foram cerca de 50 dias de plena atividade no setor público municipal, já que as férias coletivas duraram até o dia 23 de janeiro e, desde o dia 6 de março até 7 de abril ocorreu a greve dos servidores públicos municipais. “Neste período, procuramos pagar as contas atrasadas e implantar métodos para aumentar a arrecadação e diminuir os custos”, diz ele.

Facilitar a vida do contribuinte no momento em que precisar dos serviços da Prefeitura é uma das metas da atual gestão. Neste sentido, o prefeito Antídio Lunelli, enumerou alguns projetos já sendo executados, como é o caso do Projeto Legal, que desburocratiza o processo de emissão de Alvará de Licença e Construção, diminuindo o tempo de espera de sete meses para menos de 30 dias. Outras medidas citadas com a mesma finalidade são a emissão da Nota Fiscal Eletrônica, Certidão Negativa de Débitos Digital, o Alvará de Licença de Atividade – que vai facilitar a regularização de mais de mil atividades consideradas de baixo risco. Na Saúde, uma das medidas foi implantar a Central de Regulação (CARSUS), que informa via telefone aos pacientes a data e horário das consultas médicas marcadas através das Unidades Básicas de Saúde. Para os próximos meses, a central de compras, a central de veículos, almoxarifado e o pregão eletrônico serão programas para diminuir os custos e aumentar ainda mais a eficácia do serviço público. “São ações que estamos trazendo do setor privado para o público, e que devem dar bons resultados”, diz o prefeito. Além destas, medidas para aumentar a arrecadação do Município serão intensificadas, como é o caso da cobrança judicial dos devedores, cujo valor está estimado em R$ 120 milhões.

Outra preocupação da gestão municipal neste período foi melhorar o aspecto visual do município. Através da Secretaria de Obras e Serviços Públicos, e parceria de outras secretarias, foi instituído o Programa Jaraguá em Ação #CidadeLimpa, que vem promovendo a limpeza de ruas e calçadas, roçada de terrenos, conserto de tubulações, operação tapa buracos, jardinagem, patrolamento e macadamização de estradas do interior e ruas não pavimentadas, além de outras ações do gênero.

O prefeito Antídio Lunelli anunciou que assinou nesta semana o Decreto Municipal 11.299/2017 que determina o retorno ao horário normal de todos os setores que estavam trabalhando em horário reduzido – o chamado turno único – a partir do dia 2 de maio. Ele também afirma que uma nova reforma administrativa está sendo estudada e será apresentada em breve, com a finalidade de diminuir ainda mais o número de comissionados e valorizar mais servidores efetivos. Lunelli enfatiza que a reforma já estava prevista desde que assumiu a gestão municipal. Sobre a greve dos servidores municipais, Lunelli avalia que a paralisação foi desgastante e, deste processo não existiu vencedores, que todos perderam: população, administração e os próprios servidores. “Tem muita coisa a ser feita, mas, em breve, começaremos a ver os resultados”, finalizou.

Rogério Tallini
Pin It