Municípios do Consórcio Quiriri pretendem incentivar agroturismo

Eng agron Lucilene Assing (rosa) programa Acolhida na Colônia

A cooperação científica e técnica para fomentar o agroturismo por meio da implantação do Programa “Acolhida na Colônia” na região dos municípios de Corupá, São Bento do Sul, Rio Negrinho e Campo Alegre que formam o Consórcio Quiriri, foi discutida e aprovada no fim da manhã de hoje durante a assembleia dos integrantes do consórcio que ocorreu na Prefeitura de Corupá. Estiveram presentes na assembleia do Quiriri os prefeitos de Corupá João Gottardi, de São Bento do Sul Magno Bolmann (também presidente do consórcio), de Rio Negrinho Julio Ronconi e de Campo Alegre Rubens Blaszkowsky, além de assessores e secretários.

O Programa “Acolhida na Colônia”  foi apresentado pela engenheira agrônoma Lucilene Assing que integra equipe que trabalha na região do município de Santa Rosa de Lima, cidade que ao lado de Urubici, Rancho Queimado e Anitápolis foram as primeiras a receber o programa e trabalhar diretamente com os produtores rurais, o agroturismo na década de 1990. O Programa surgiu na França na década de 1980 e a ideia foi trazida para o Brasil anos depois. Hoje o “Acolhida na Colônia” já está implantado em 24 municípios de Santa Catarina e já foi levado como projeto-piloto para uma cidade do Rio de Janeiro e para São Paulo. O programa aplicado em Santa Rosa de Lima e municípios vizinhos ganhou prêmio da Editora Globo e do Finep.

Segundo Lucilene, a ideia do programa é levar os agricultores a se organizarem para receber os turistas aproveitando e mostrando o que já existe na propriedade rural. “Hoje muitos turistas querem resgatar e conviver com o modo de vida e cultura do campo. Por isso, o programa acaba sendo uma alternativa a mais de renda para as famílias de agricultores e de fazer com que eles permaneçam no campo e sejam valorizados por isso”, destaca. Lucilene destaca ainda que um dos requisitos do programa é o incentivo à produção orgânica de alimentos e criação de animais.

Depois da apresentação do Programa, os prefeitos do Consórcio Quiriri optaram pela parceria para aplicação do “Acolhida na Colônia” nas quatro cidades que integram o consórcio. Em breve deve ser marcada uma visita à cidade de Santa
Rosa de Lima para que os prefeitos possam conhecer de perto do programa e depois disso deve ser realizado um diagnóstico do agroturismo na região e a última etapa de implantação será a formação de uma associação de produtores que serão responsáveis pela “Acolhida na Colônia”.

Para o prefeito João Gottardi, toda iniciativa que incentive os produtores rurais e incrementar sua renda e permanecer no campo devem ser apoiada. “O Programa Acolhida na Colônia é muito interessante e vem bem ao encontro dos Planos Munucipal e Regional de Turismo que estamos trabalhando para Corupá e região”, comentou.

20 anos do Quiriri

Outra pauta importante da assembleia do Consórcio Quiriri que ocorreu em Corupá nesta segunda-feira (22) foi a apresentação dos preparativos para os 20 anos de sua fundação.

O Consórcio Intermunicipal da Bacia Hidrográfica do Alto Rio Negro Catarinense – Consórcio Quiriri, foi instituído como uma Associação Civil Sem Fins Lucrativos em 28 de setembro de 1997. Em sua constituição inicial participaram os municípios de Campo Alegre, Rio Negrinho e São Bento do Sul. Em 1999 Corupá passou a integrar o Consórcio.

A constituição do Consórcio Quiriri buscou resgatar, operacionalizar e otimizar os trabalhos cooperativos desenvolvidos informalmente pelos municípios consorciados. Para atingir objetivo da construção do Plano Ambiental, realizou-se um intenso trabalho de mobilização.A metodologia adotada nas ações do Consórcio Quiriri inovou e fugiu dos padrões tradicionais de ações ambientalistas comumente encontradas no País. Segue-se uma seqüência de etapas de caráter educativo, participativo, interdisciplinar e interinstitucional.

Para marcar os 20 anos do Consórcio em setembro estão sendo programadas sessões solenes nas câmaras de vereadores dos quatro municípios integrantes, um fórum intermunicipal de produção limpa, dia do pedal, concurso fotográfico, painel com boas práticas, memorial e uma sessão especial na Assembleia Legislativa do Estado  já foi marcada para o dia 2 de outubro.

 

Áurea J. Arendartchuk

Pin It