Max Wilhelm receberá rede de esgoto

O Samae de Jaraguá do Sul está trabalhando fortemente para ampliar a coleta e tratamento de esgoto. Após colocar em funcionamento a Estação de Tratamento de Esgoto do São Luis (ETE), a cidade chegou a 80% e se coloca entre os municípios no país com os maiores índices de tratamento.

Dando continuidade a esta empreitada, a autarquia iniciará no dia 08 de maio, as obras de implantação da rede coletora de esgoto na Rua Max Wilhelm e posteriormente nas ruas Maximiliano Hiendlmayer, José Stulzer, Bertha L. Kassner, Augusto Mielke, Guilherme Guielov, Ney Franco, Linda Rux Mathias, Maria Freiberger Pamplona, Martha Paul Winter, Henrique Passold, Georg Niemann, Servidão 352, Affonso Bartel  e Fritz Bartel, no Baependi. O investimento é de aproximadamente R$ 1 milhão com recursos próprios do Samae e terá extensão de 3.080,00 metros. Ainda nesta obra serão construídas duas elevatórias. Uma na esquina das Ruas José Stulzer e Maximiliano Hiendlmayer e no final da Rua Ney Franco.

De acordo com a diretora de obras do Samae, Evânia Liebl, a implantação desta rede levará cerca de 60 dias. Destes, 30 dias para a obra na Rua Max Wilhelm que terá 1080 metros de rede instalada e ficará com trânsito interrompido em meia pista. Após a conclusão a via receberá nova pavimentação asfáltica. “Desde a substituição da rede de água, a autarquia tem o conhecimento da necessidade de melhoria asfáltica desta rua. No entanto, isso não foi realizado até o momento, pois é necessário que se faça a instalação da rede coletora do esgoto”, explica.

O diretor-presidente do Samae, Ademir Izidoro, ressalta que esta é uma intervenção importante para a cidade, pois vai ampliar a coleta e o tratamento de esgoto em Jaraguá do Sul. “Também Aproveito e solicito que os moradores realizem melhorias em suas calçadas, para que o ambiente como um todo destine acessibilidade e qualidade de vida”, enaltece.

Izidoro informa também que estão sendo feitas visitas domiciliares por agentes do Samae que estão entregando material explicativo e já esclarecem as dúvidas dos moradores sobre a obra. As visitas iniciaram nesta semana e seguem até o dia do início da implantação da rede. “Para reduzir o transtorno que uma obra deste tamanho ocasiona, estamos promovendo ampla divulgação para assim, fazer com que os transeuntes que utilizam da Max Wilhelm possam seguir em caminhos alternativos neste período”, finaliza.

IMG_0292

Foto: Rogério Tallini

Ricardo Portelinha

Pin It