Jaraguá do Sul apresentou 45 casos de tuberculose em 2013

cartaz_tuberculose_2007_260711_2fcb0

Com o objetivo de chamar a atenção para um dos maiores problemas de saúde pública no Brasil, a Prefeitura de Jaraguá do Sul alerta para os cuidados com a tuberculose.

O dia 24 de março, marca o Dia Mundial de Combate à Tuberculose, uma doença infecto contagiosa, causada pelo Mycobacterium Tuberculosis que pode acometer uma série de órgãos e/ou sistemas.

De acordo com dados do Ministério da Saúde (MS), o Brasil está entre os 22 países que concentram 80% da carga da Tuberculose no mundo. Sendo a 4ª causa de mortes por doenças infecciosas e a 1ª causa de mortes dentre as doenças infecciosas em pessoas vivendo com AIDS.

Em Jaraguá do Sul, segundo informações do Sistema de Informação de Agravos de Notificação (Sinan) foram identificados 45 casos em 2013.

E de acordo com o Programa Municipal de Controle da Tuberculose, existem atualmente 14 pacientes em tratamento.

A Tuberculose se apresenta da forma pulmonar, além de ser a mais frequente, também é a mais relevante para a saúde pública, pois é a forma pulmonar, especialmente a bacilífera, a responsável pela manutenção da cadeia de transmissão da doença.

É transmitida de pessoa para pessoa, pela respiração, quando alguém doente tosse, fala ou espirra. Os bacilos são lançados no ar e outra pessoa respira esse ar contaminado, podendo se infectar com o bacilo e desenvolver a doença.O gerente de Vigilância Epidemiológica, Dalton Fernando Fischer, “Um fator que aumenta o risco de transmissão da TB é a demora no diagnóstico dos doentes, pois quanto mais tarde o diagnóstico e o início do tratamento correto, mais aumentam as chances de disseminação do agente infeccioso no ambiente (domicílio, trabalho, escola, etc).

A transmissão é plena enquanto o doente estiver eliminando bacilos e não tiver iniciado o tratamento”.

Toda pessoa que apresentar os sintomas sugestivos de Tuberculose, deve procurar o mais rápido possível uma unidade de saúde para ser avaliado e ter acesso os exames para diagnóstico.

As principais manifestações da doença são: tosse por mais de 3 semanas, com ou sem catarro;febre baixa, geralmente a tarde;suor noturno;falta de apetite;cansaço fácil;perda de peso;fraqueza;dor no peito; Fischer explica ainda que “a tuberculose é uma doença grave que se pode prevenir, tratar e curar no Sistema Único de Saúde – SUS.

O tratamento é gratuito e tem a duração média de 6 meses.

O Ministério da Saúde preconiza que o tratamento seja diretamente observado por um profissional de saúde durante todo o período de tratamento”.Ele ressalta ainda que “o controle da incidência da Tuberculose no Brasil e no nosso município requer um esforço de sociedade de modo a favorecer, sobretudo, a prevenção da doença, o pronto diagnóstico de casos suspeitos e o tratamento dos portadores.

A ampla disseminação de informações sobre a doença, o seu diagnóstico e o tratamento correto é requisito importante para o controle da doença, e para tal difusão torna-se imprescindível a participação de diferentes seguimentos sociais para a divulgação que “A tuberculose não é coisa do passado. Tem diagnóstico, tratamento e cura”.

Pin It