Fuja de golpes online

Para driblar qualquer ameaça vale instalar programas de segurança (como antivírus e antispam), atualizar os sistemas operacionais do computador e celular e, claro, ficar atento ao WhatsApp, redes sociais e e-mail.

No WhatsApp

Que link é esse?

Recebeu um link de um endereço de web estranho e, pior, de uma pessoa que você não costuma conversar muito? Pode desconfiar: o celular dessa pessoa talvez esteja infectado com algum tipo de vírus capaz de mandar mensagens sem autorização do usuário. Nesse caso, o malware – software destinado a se infiltrar em um computador alheio de forma ilícita, com o intuito de causar algum dano ou roubo de informações – envia um link para vários contatos da agenda da vítima com o objetivo de infectá-los também.

O que fazer: Entre em contato com a pessoa e pergunte do que se trata o link.

É tudo free!

Por mais tentadora que seja, não acredite em mensagens que oferecem produtos e serviços a preços muito baixos, mesmo quando o remetente é um amigo. Mais uma vez, o celular dele pode estar infectado. Neste ano, mais de 8 milhões de brasileiros foram enganados com uma mensagem no WhatsApp que solicitava a participação em uma pesquisa e oferecia um vale-compra de R$ 500.

Atualização de programas

É muito comum as pessoas receberem mensagens com links para o download de uma versão melhor do WhatsApp, prometendo videochamadas, por exemplo. Esse tipo de link contém vírus que induzem o usuário a baixar programas espiões ou outros vírus para o aparelho. As atualizações de qualquer aplicativo só devem ser feitas pela própria loja do sistema operacional, como a Apple Store ou o Google Play.

No e-mail

O e-mail é uma das principais portas de entrada de vírus e outras pragas em seu computador. Se antigamente não era tão complicado distinguir um e-mail de um spam, hoje as técnicas estão ficando cada vez mais sofisticadas, principalmente aqueles que são enviados em nome de supostos bancos. Por isso, é preciso ter atenção redobrada.

Programas de segurança

Instale um programa de antivírus e antispam em seu computador. Esse tipo de programa funciona como uma primeira barreira para identificar automaticamente mensagens com conteúdo duvidoso.

Cuidado com a curiosidade

Por mais instigante que seja o título do e-mail ou o link que ele possua, jamais clique sem saber de onde veio a mensagem, principalmente aquelas vindas de possíveis bancos. Para ter certeza sobre o conteúdo ou oferta, entre em contato com quem mandou o e-mail, obviamente usando um outro canal.

Preciso de dinheiro

Um golpe bastante comum é aquele em que o criminoso envia um e-mail para a vítima fingindo precisar de ajuda financeira. Geralmente, usa o nome de alguém conhecido. Algumas pessoas caem no golpe e acabam depositando dinheiro na conta indicada. Para não cair na armadilha, mais uma vez, entre em contato com a pessoa para checar a informação.

Detetive de links

Ao receber um e-mail com um link suspeito, é possível saber para qual endereço ele te levará antes mesmo de clicar nele. Para isso, passe o mouse sobre ele (sem clicar!) e olhe na barra de status do navegador, que fica na parte inferior da janela. Jamais clique se o endereço terminar em .cmd, .bat, .scr, .exe, .vbs, .ws. Embora importantes para o computador, essas extensões podem ser usadas para propagação de vírus.

Fuja do spam

Se você quer preservar seu e-mail dos indesejados spams, uma dica é criar um endereço alternativo para cadastros, formulários e promoções.

No Facebook

Não clique em links suspeitos

Em uma pesquisa feita pela empresa de segurança Bitdefender, das 10 mensagens falsas e com código malicioso mais populares que apareceram no Facebook em 2014, três ofereciam a possibilidade de saber quem visitou seu perfil (com quase 35% dos links).

A possibilidade de trocar a cor da página do perfil e produtos grátis também estavam entre as iscas mais usadas. Por isso, a dica é jamais clicar em mensagens duvidosas ou enviadas por pessoas que você não conheça.

Cuidado com o que posta

Para que seu perfil e suas atualizações não fiquem expostos a todos, configure posts com informações ou fotos pessoais apenas para amigos.

Ao navegar

Mantenha o computador atualizado

Garanta que sua máquina esteja sempre com os softwares atualizados, principalmente os antivírus, antispam, firewall e navegadores. Para facilitar, configure os updates para serem realizados automaticamente.

Não armazene senhas

Além de escolher senhas não óbvias (como sequências de números), tente não armazená-las com o recurso de “manter-se conectado”. Em caso de invasão, seus dados ficarão expostos.

Não instale softwares suspeitos

Escolha com cuidado quais softwares e plugins serão instalados em seu computador. Muitas vezes, esses programas e extensões trazem plugins maliciosos. Dê preferência aos de empresas com boas avaliações dos usuários.

Cuidado com os links

Evite clicar nos links de mensagens em que você não conhece o remetente. Isso serve tanto para comunicadores instantâneos (Google Talk, Skype), quanto e-mails, redes sociais e aplicativos como o WhatsApp.

UOL.

Pin It