Defesa Civil ainda avalia estragos do temporal em Jaraguá do Sul

Desde o início da noite desta quinta-feira, logo após o forte temporal que se abateu sobre Jaraguá do Sul e região, equipes da Secretaria Municipal de Defesa Civil estão nas ruas da área urbana e rural avaliando os estragos causados pela tempestade e auxiliando a população, inclusive com a distribuição de lonas para famílias que tiveram as casas destelhadas.

O secretário da Defesa Civil jaraguaense, Leocádio Neves e Silva, afirma que os números finais das ocorrências ainda não foram fechados, mas que o número maior de fatos ocorridos está relacionado a destelhamentos e quedas de árvores. “Também ocorreram alagamentos em alguns pontos da cidade. O pluviômetro instalado aqui na Defesa Civil registrou um índice de 52 milímetros em meia hora de chuva.

Para se ter uma ideia da dimensão do temporal, normalmente no mês de novembro a média mensal é de 200 milímetros”. Ele acrescenta que entre os bairros mais atingidos está a Ilha da Figueira e Rio Molha.

Sem luz – A gerência da Celesc informa que durante o temporal 45 mil unidades de consumo (empresas e casas) ficaram sem energia elétrica, 30 mil delas na cidade Jaraguá do Sul. Números atualizados no final desta manhã indicam que 3 mil unidades na região permanecem sem fornecimento de energia, sendo 2 mil delas em Jaraguá do Sul, a maior parte delas nos bairros Ilha da Figueira e Rio Molha. Segundo a Celesc o fornecimento de energia em todo o município deve ser normalizado até este sábado.

Orgãos municipais – A tempestade ocorrida no fim da tarde de ontem (19) causou danos em diversos órgãos municipais, sendo o Samae foi atingido com mais gravidade.

Samae

De acordo com relatório do Samae, na Estação de Tratamento de Esgoto da Ilha da Figueira, o vendaval destruiu todo o sistema operacional, tampas de fibra voaram e estão espalhadas pela região. Também houve danos nas Estações Elevatórias. Vários sistemas de captação – como dos bairros Boa Vista, Rio Molha e Águas Claras, por exemplo – foram entupidos, mas equipes da empresa estão trabalhando na limpeza das áreas para retomar as operações.

Educação

A Secretaria da Educação comunica que ocorreram pequenos danos de destelhamento em algumas unidades escolares, mas não afetaram o andamento normal das aulas.

Protocolo

No Setor de Protocolo, que é vinculado à Secretaria da Administração e funciona no Centro Administrativo Municipal, o vento levantou as calhas permitindo passagem parcial da chuva, que molhou cerca de 1,3 mil processos. A equipe do setor está secando o material e, havendo necessidade de reposição de algum documento, será feito contado com os requerentes.

Arquivo Histórico

No Arquivo Histórico Eugênio Victor Schmöckel, o vento arrancou cerca de 20 placas de isopor do forro do prédio, permitindo que 50 caixas fossem molhadas, algumas superficialmente e outras totalmente. A equipe está realizando o trabalho de salva-guarda dos documentos.

Arena

Na Arena Jaraguá, o vento quebrou vidraças e rasgou bandeiras.

Números parciais da tempestade do dia 19/11 em Jaraguá do Sul

1) Ao todo 12 bairros foram atingidos: Ilha da Figueira, Rau, Vila Lenzi, Centro, Baependi, Barra do Rio Cerro, Rio Molha, Vila Lalau, Vila Nova, Barra do Rio Molha, Jaraguá Esquerdo, Amizade, Rio Cerro II;

2) Foram registrados quatro pontos de alagamento;

3) Cerca de 70 árvores foram arrancadas pela ventania atingindo telhados de casas, estabelecimentos comerciais, obstruindo ruas e carros (inclusive no calçadão da cidade).

4) Mais cerca de 20 árvores ainda devem ser removidas hoje pela Defesa Civil de locais atingidos;

5) Cerca de 300 metros de lona foram distribuídos pela Defesa Civil para famílias que tiveram as casas parcialmente atingidas;

6) Houve interrupção de energia e telefonia em parte dos bairros atingidos e que foi restabelecido na madrugada e manhã desta sexta-feira;

7) Do patrimônio da Prefeitura foi atingido: a Arena Jaraguá (vidros quebrados), Arquivo Histórico (documentos atingidos), Samae (estação de tratamento principal atingida);

8) Na Escola Valdete Piazera havia risco de queda de árvore.

20151120_081513 IMG_8284 IMG_8294 IMG_8295

 

Emerson Gonçalves de Almeida

Pin It