Corupá, São Bento e Rio Negrinho iniciam trabalho para o Plano de Turismo Regional

Primeiro passo é dado para a elaboração do Plano de Turismo (0)

Planejar e estruturar o desenvolvimento do turismo na região dos municípios de Corupá, São Bento do Sul e Rio Negrinho este é o objetivo do convênio assinado com o Sebrae e as Prefeituras destes três municípios. O lançamento dos trabalhos do Plano de Desenvolvimento Integrado do Turismo Sustentável (PDITS) ocorreu na noite de terça-feira (23) na Associação Empresarial de São Bento do Sul (ACISBS)  com a participação de prefeitos, autoridades, empresários e comunidade.

Na oportunidade, o coordenador do Sebrae Regional Norte, Jaime Arcino Dias Junior, explanou sobre o planejamento para andamento dos trabalhos, sendo que o primeiro passo a ser tomado é a realização de um estudo preliminar do turismo nas cidades de Corupá, São Bento e Rio Negrinho com informações técnicas. Em seguida, serão reunidas as lideranças locais e organizados workshops para troca de informações e compreensão das ações que podem ser desenvolvidas. ” O que acontece hoje aqui é um marco para o turismo dessas cidades, onde o envolvimento de toda a comunidade é fundamental” destacou.

Para o prefeito de Corupá João Gottardi, a constituição de um Plano Regional de Turismo vem de encontro ao Plano Municipal de Turismo que também começou a ser desenhado em Corupá. E abril, o municípío firmou parceria também com o Sebrae para realizar o estudo preliminar, desenvolvimento e elaboração do plano, inventário do trade turístico do município e elaboração do plano estratégico regional conforme características, objetivos e metodologia discutidos e apresentados na proposta acordada com a Secretaria de Indústria, Comércio, Turismo, Esporte e Lazer.

O secretário de Indústria, Comércio, Turismo, Esporte e Lazer de Corupá Juliano Millnitz que também esteve presente ontem no lançamento dos trabalhos para constituição do plano regional,  comenta que o desenvolvimento deste plano, além de contar com um diagnóstico e levantamento do turismo, também será uma forma de envolver a comunidade para pensar e desenvolver este setor.

O secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo de São Bento do Sul, Adelino Denk, destacou o apoio e a parceria entre o poder público e o privado. “O plano regional demonstra a importância de termos uma força turística regional. Com a união dos municípios aqui, mostramos o quanto é fundamental a parceria e integração para esse plano seja concretizado. O empreendimento turístico deve ser lucrativo e qualificado para realmente ter retorno”, completou.

 

Aplicação

O consultor do Sebrae Carlos Cappelini realizou a demonstração da parte técnica para a elaboração do Plano de Desenvolvimento Integrado do Turismo Sustentável (PDITS). Primeiramente será feito um estudo preliminar, composto pela participação de diversas entidades e todas as características desses municípios estarão nessa etapa.

Outro ponto para a elaboração do plano será a inclusão dos hotéis, pousadas, casas de hospedagens, propriedades rurais e toda a parte de alimentação, abordando o que de fato diferencia a região, incluindo as características naturais. “Precisamos ter uma caraterização completa desse diferencial porque é aquilo que fará que o turista se interesse em se deslocar para a região”, ressalta.

Com todos os dados coletados, haverá um seminário para debater as questões estratégicas. “Definir qual a missão do desenvolvimento turístico dessas regiões. Mais do que isso, vamos debater onde queremos chegar daqui a 10 anos. O que nós queremos para essa região, quais as pessoas que queremos que venham para cá. Deixar bem claro onde queremos chegar”, destacou.

Conforme Capelli todas as estratégias serão definidas em conjunto com os municípios. A ideia é desenvolver produtos turísticos integrados, com objetivo principal de aumentar a qualidade da experiência turística, qualificar os espaços, aumentar o volume de visitantes e, consequentemente, trazer mais benefícios socioeconômicos decorrente desta atividade. Também será possível captar mais subsídios junto ao governo, fortalecendo a articulação entre poder público e representantes do trade turístico.  Tudo isso estará incluído no plano que será entregue em novembro.

 

Áurea J. Arendartchuk

Pin It