Concluído levantamento de prejuízo em bananais de Corupá

Sec Des Rural Marcos Martini (E) e eng Lucas Trevisan em bananal atingido pelo temporal

A Secretaria Municipal de Desenvolvimento Rural e Meio Ambiente em parceria com a Associação dos Bananicultores de Corupá (Asbanco) e a Epagri concluíram o levantamento dos prejuízos causados pelo temporal que atingiu o município no dia 26 de abril.  Foram atingidos 112.783 pés de banana que representam mais de 2 mil toneladas da fruta perdidas, causando um prejuízo estimado em R$ 1,5 milhão para a bananicultura de Corupá.

Segundo o secretário de Desenvolvimento Rural e Meio de Corupá Ambiente Marcos Martini, ao longo da semana passada foram levantados os bairros e localidades mais afetadas pelo temporal do final de abril. Muitos dos dados foram repassados pela Asbanco à Secretaria, que também contou com a apuração dos bananicultores que têm financiamento pelo o Programa de Garantia da Atividade Agropecuária (Proagro). Entre os bairros mais atingidos pelo temporal estão Bomplandt, Poço D’Anta, Rio Novo, Isabel, Ano Bom, Guarajuva, Caminho Pequeno e Pedra de Amolar.

De acordo com o engenheiro agrônomo Lucas Trevisan, da Secretaria de Desenvolvimento Agrícola, o prejuízo dos produtores de banana com o temporal do dia 26 de abril será sentido de forma mais intensa entre os meses de julho e outubro. “Isso por conta do ciclo de produção da banana, já que os pés que foram derrubados pelo vento agora estavam com os cachos em desenvolvimento e estariam prontos para a colheita somente a partir de julho. Além da baixa na oferta da fruta e a possibilidade de aumento do preço da banana neste período”, completa.

Com a conclusão do relatório de perdas ocasionadas com o temporal, a Secretaria de Desenvolvimento Agrícola em parceria com a Asbanco e Epagri pretende trabalhar em um projeto para aquisição de mudas de banana para auxiliar os produtores no replantio das plantas perdidas, mas isso também depende de auxílio financeiro governamental para que  o município possa efetivá-lo.

A orientação dada agora aos produtores é que sejam retiradas as plantas derrubadas pelo vento e no caso daquelas que ainda tem broto saudável que seja feito o manejo deles para que uma nova planta possa ser cultivada.

Hoje Corupá conta com cerca de 650 famílias que cultivam aproximadamente 8 milhões de pés de banana.

Pin It