Apaixonados por automóveis clássicos se encontraram na Schützenfest

carro
Já virou tradição. Sempre no penúltimo dia da Festa dos Atiradores de Jaraguá do Sul – Schützenfest, adeptos dos modelos clássicos de automóveis invadem a parte externa do Parque de Eventos com máquinas que marcaram época, mas que ainda arrancam suspiros dos mais saudosistas e de muita gente. Este ano, a Exposição 130 veículos que iam dos tradicionais fusquinhas, até os poderosos Dodge Dart, Maverick Motor V-8, passando por jipes da Segunda Guerra Mundial e por caminhonetes Chevrolet do início dos anos 50.

Tudo começou informalmente. Amigos apaixonados por carros antigos começaram a promover pequenos encontros para falar sobre os modelos. A iniciativa evoluiu até a criação do Clube Autos e Clássicos do Vale, fundado oficialmente no dia 21 de agosto de 2014. “A gente tem aqui na Schützen cerca de 130 carros expostos cada um com sua história. Uns passaram de pai para filho, outros foram comprados e reformados. Mas o que une todos é realmente a paixão por estes carros”, sorriu o vice-presidente do clube, Fagner Engelmann. Já o presidente, Rinaldo Lucio, o Hiena, justificava o apelido e ria o tempo todo com o sucesso do crescimento do grupo. “A gente promove encontros semanais todas segundas-feiras à noite para comer um churrasco e falar sabe do que? Carros”, gargalhou.

Os dois carros mais antigos eram duas caminhonetes do Chevrolet. A mais “nova”, de 1951, pertencia ao técnico em eletrônica, Edemar Voigt.”Comprei de um vizinho e fiz questão de deixar toda original”, sorria enquanto posava orgulhoso ao lado da aquisição. Já o comerciário Evandro Gaedke deu uma incrementada na dele, modelo 1948 que ganhou rodas e grades cromadas, o que chamava atenção de quem passava por ali. “Meu avõ tinha uma dessa e quando surgiu a oportunidade de uma comprar uma igual não tive dúvida. E olha que já vinha paquerando este carro há muito tempo”, sorriu. Paixão que tudo mundo pode ver na tarde deste sábado.

Emerson Gonçalves de Almeida

Pin It