8 curiosidades sobre queijos que muita gente nem imagina

curiosidades-sobre-queijos_0

Os queijos são ricos em cálcio, vitaminas, proteínas e nutrientes e, se consumidos da forma correta, são benéficos ao organismo. Mas com tantas variedades e tantos tipos de queijo, é comum que haja dúvidas a respeito de suas propriedades.

Além do processo de fabricação, que faz com que existam queijos de diferentes texturas, sabores e aromas, há também alguns fatores que interferem na forma e tamanho de um queijo, como o tipo e raça do animal que fornece a matéria prima, clima, entre outros. Veja alguns mitos e verdades esclarecidos pela Allfood.

Queijo não engorda, desde que consumido com moderação. (Thinkstock)
Os queijos amarelos não são necessariamente mais gordurosos que os brancos. Um exemplo é o gorgonzola, que é claro e é um dos mais gordurosos. Em seguida estão o parmesão, provolone, cheddar e prato. (Thinkstock)
Mas, mesmo sendo gorduroso, o gorgonzola não é o mais rico em sal. Esse queijo fica em segundo lugar, perdendo para o provolone. (Thinkstock)
Pessoas que comem mais queijos e laticínios em geral costumam pesar menos. Além disso, o queijo ajuda a controlar o colesterol ruim e diminuir o risco de infarto. (Thinkstock)
Os queijos “mofados”, cujo sabor é mais forte, fazem bem à saúde, pois são ricos em roquefortina, que ajuda a combater algumas bactérias. (Thinkstock)
O queijo tem mais cálcio que o próprio leite. Isso acontece porque usa-se muito leite na sua fabricação, cerca de 10 litros para 1 kg de queijo, o que aumenta a concentração do cálcio. (Thinkstock)
Nem sempre a geladeira é o melhor lugar para guardar queijos. No caso dos duros e semiduros, é melhor que fiquem de fora, embrulhados em um pano úmido. (Thinkstock)
Já os queijos de massa macia, firme ou fatiados devem ficar na geladeira, de preferência em saquinhos separados. (Thinkstock)
iTodas
Pin It