Futebol: Milton do Ó se demite e Juventus o recontrata no mesmo dia

21MAR14-l-Futebol-l-Grêmio-Esportivo-Juventus-l-Milton-Harassen-do-Ó-©-Henrique-Porto-Agência-Avante-1024x682

O futebol é realmente algo imprevisível e apaixonante. Nesta quinta-feira, dia 20 de março, o Grêmio Esportivo Juventus protagonizou algo que, se não for inédito, pode ser taxado como uma das histórias mais curiosas do futebol mundial: a demissão e a recontratação de um mesmo técnico, no mesmo dia.

A história é complicada e, para entendê-la, é preciso ter conhecimento dos acontecimentos preliminares ao fato em si. Tudo começa com o pedido de demissão, na semana passada, do então Gerente de Futebol de clube, Marcelo Harassen, que alegou cansar de tentar mudar a realidade do tricolor jaraguaense.

Acontece que Harassen, além da função que exercia no clube, é irmão de Milton do Ó e fazia a ponte entre o presidente interino e a comissão técnica, servindo como espécie de para-raios, um filtro. Com a sua saída, Milton do Ó e seus auxiliares perderam parte da tranquilidade que tinham para trabalhar.

Depois veio a goleada imposta pelo Marcílio Dias na noite de quarta-feira (19), que deixou irado o presidente interino. Este reuniu os atletas na manhã de quinta-feira, sem o conhecimento ou o consentimento de Milton do Ó, para ‘lavar roupa suja’.

Na reunião, o dirigente fez a sua função e colocou o grupo contra a parede, exigindo mudanças de atitude no elenco ou no comando dele. Assim, cinco atletas votaram pela saída do treinador, enquanto três o defenderam (Jabá, Esquerda e Jhonatan). Os demais não se posicionaram.

Milton já estava nervoso pelo fato da equipe não ter jantado após o jogo em Itajaí. Quando chegou ao clube, ficou sabendo da reunião ‘secreta’ e o pavio foi aceso. Discutiu de forma áspera com o presidente interino – ao ponto de serem separados pelos atletas -, entregando seu cargo. Este aceitou de pronto.

Com a sua saída, o auxiliar Acássio Aparecido Rocha chegou a ser anunciado como técnico para o restante do Campeonato Catarinense, mas por pouco tempo. No treino das 17h, os atletas que votaram contrário à saída de Milton comunicaram ao presidente interino que deixariam o clube caso a saída do treinador não fosse revista.

Pressionado, o dirigente se viu acuado e ligou para o empresário de Milton do Ó, Marcelo Lipatin, solicitando que ele reconsiderasse a sua decisão. E assim Milton o fez, em reunião realizada na noite de ontem, que terminou por volta das 23h30.

A princípio, Milton do Ó reassume o Juventus na manhã desta sexta-feira (21), às 9h. Inicialmente o treinador irá se reunir com o elenco, para aparar arestas. Depois todos vão para o campo, buscando uma melhor preparação para encarar o Marcílio Dias no domingo, às 16h, no Estádio João Marcatto.

Isso se nada acontecer até lá, neste novelão mexicano chamado Grêmio Esportivo Juventus.

Avante Esportes.

Pin It